O que aprendemos com mais de 170 obras

Antes de iniciar a execução de uma obra, diversas etapas e entregas devem ser feitas para garantir uma boa execução do empreendimento. Algumas delas são: os estudos de viabilidade, elaboração dos diversos projetos, orçamentação da obra, contratação da mão-de-obra entre outras coisas.

Além de todas estas etapas reconhecidamente importantes para o êxito do projeto, existe uma em especial que é muitas vezes deixada de lado, ou não recebe a devida atenção. No início do projeto ela parece não fazer falta, mas quando a obra equilibra a sua estrutura, ergue as suas alvenarias e se encaminha para o momento onde tudo começa a acontecer ao mesmo tempo, é onde começamos a nos questionar “onde estamos? E para onde vamos?”

Neste momento começamos a entender a importância da etapa de planejamento, e mais do que isso, a importância de acompanhá-lo periodicamente para manter todos alinhados com o objetivo de cumprir os prazos e custos combinados inicialmente, evitando assim estouros de orçamento e ocorrência de atrasos.

Nós da Prevision conhecemos bem essa realidade. Afinal, começamos dentro de uma obra, e já tivemos a oportunidade de contribuir com o planejamento de mais de 170 delas, e de todos os tipos: Minha Casa Minha Vida, prédios comerciais e residenciais, de médio e alto padrão. Sabemos que obras podem atrasar e ter seu orçamento extrapolado.

De fato, hoje o estouro médio dos orçamentos das obras no Brasil chegam a ordem de mais de 20%. E depois de conhecer com mais detalhes a realidade de todos esses clientes, pudemos analisar com mais cuidado quais os impactos financeiros que esses atrasos pode gerar.

Baseado nas obras que acompanhamos até hoje, e levando em consideração apenas os custos fixos delas, ou seja aqueles que acontecem independente se o dia foi produtivo ou não, descobrimos que estes representam em média 7,39% do custo total do projeto. Isso quer dizer que o custo fixo mensal médio de uma obra é de aproximadamente R$50.000,00, podendo passar de R$100.000,00.

E se formos considerar outros elementos como desperdício de material, horas improdutivas, equipamentos, entre outras coisas, esse valor é na realidade muito maior. Ou seja, o atraso em uma obra pode se tornar muito caro rapidamente.

IDP (Índice de Desempenho de Prazo)

Além disso, quisemos entender também quais os tipos de obra costumam desviar mais dos seus planejamentos. Para isso, analisamos um indicador conhecido como IDP, ou Índice de Desempenho de Prazo, e que mede justamente o desvio entre o que foi realizado e o que estava previsto. Quanto mais próximo de 1 mais próximo do que foi planejado, enquanto valores menores que 1 indicam um possível atraso na obra.

Com isso descobrimos que obras do tipo Minha Casa Minha Vida costumam ter indicadores melhores, com um IDP médio de 0,98, o que é excelente. Por outro lado, encontramos que os edifícios comerciais têm uma tendência maior ao atraso, com um IDP de 0,78 em média, valor que indicaria a necessidade de revisões e acompanhamentos mais constantes da produção.

Os números mostram que ainda existe muita oportunidade para melhorias, e felizmente existem empresas e profissionais dedicados a encontrar maneiras mais eficientes de trabalho, e que no final acabam contribuindo com todo o nosso setor. Aqui na Prevision, por exemplo, nos baseamos em uma metodologia que tem se tornado bastante conhecida.

Metodologia Lean

Conhecida como Lean Construction, ou construção enxuta, e como bem define os nossos parceiros do Lean Institute Brasil, tem por essência a capacidade de eliminar desperdícios continuamente e resolver problemas de maneira sistemática. O método tem gerado cases de sucesso muito relevantes nos últimos anos, e como também apontado pelo Lean Institute, quando bem aplicada, o Lean Construction pode gerar até 6% de economia no custo total do projeto.

Conhecendo os resultados que podem ser atingidos, aqui na Prevision estamos sempre buscando as principais ferramentas e princípios do Lean Construction para desenvolver nossa solução. A Prevision oferece aos seus clientes um software, que permite elaborar todo o cronograma da obra, realizar as medições físicas e acompanhar todo o desempenho com os principais gráficos e indicadores que a equipe precisa para entender a real situação em que se encontra.

As referências ao Lean ficam evidentes já nos principais elementos do software da Prevision. O cronograma da obra é elaborado em Linha de Balanço, onde colocamos o perfil do prédio (pavimentos) no tempo, e assim conseguimos entender rapidamente ciclos de produção e o que deve ser feito em cada andar e em cada momento da obra, tornando-se uma forma mais simples e visual de se acompanhar a obra. E todo o desempenho da obra é resumido nos principais indicadores para todo gestor acompanhar, como percentuais previsto e realizado, IDP, tendências de atraso e análise de cenários.

Atualmente, são 60 construtoras e incorporadoras, espalhadas por 11 Estados do Brasil além do Distrito Federal, experimentando maior previsibilidade sobre suas entregas, maior domínio sobre suas decisões e mais tempo dedicado a discussões estratégicas de seus diretores, gestores, engenheiros e equipe. Na Prevision trabalhamos para que o planejamento não seja mais uma disciplina esquecida no começo da obra. Entregamos para nossos clientes uma gestão cada dia mais eficiente, todos os dias.

2 Comments

Leave a Reply