Inovação na construção

A inovação pode ser definida como a concepção e implementação de mudanças significativas no produto, processo, marketing, modelo de negócios ou organização empresarial, a fim de otimizar resultados.

O principais objetivos da inovação são o aumento de eficiência e produtividade, redução de custos e melhoria da experiência do cliente. Estes são alguns dos resultados projetados pelas empresas que investem cada vez mais em tecnologias de ponta antecipando soluções inovadoras e, assim, se destacando em um mercado tão competitivo.

Não há outra saída: a inovação chegou para ficar, a transformação digital está mudando a realidade de diversos setores pelo mundo e a construção civil precisa correr para não ficar para trás.

Com o passar dos anos, o setor vêm adotando pequenas inovações incrementais, mas ainda é necessário fortalecer um movimento de modernização dos processos e o uso de tecnologias disruptivas na cadeia de produção. Consideramos a construção desse futuro inovador através de três vertentes de inovação: sustentabilidade, industrialização e digitalização.

Sustentabilidade

A sustentabilidade é um conceito que estimula o mercado a adotar formas inovadoras de lidar com as empresas, empreendimentos, projetos, materiais, equipamentos e obras, trazendo resultado para os acionistas, colaboradores, meio ambiente, sociedade e gerações futuras.

Uma obra com previsibilidade e gestão eficiente possibilita a utilização otimizada dos recursos, com menos desperdício e menor custo. 

Industrialização da construção

Já a construção industrializada revoluciona os projetos e execução de obras, transformando o canteiro em linhas de montagem. Ainda predominam na construção brasileira os sistemas construtivos convencionais de baixa produtividade, prazos longos de construção e uso de mão de obra intensiva, e a principal forma de transformar essa realidade de desperdícios, retrabalhos e falta de controles é a industrialização.

O Instituto Global McKinsey estima que o mundo precisará gastar US$ 57 trilhões em infraestrutura até 2030 para acompanhar o crescimento do PIB global. Cabe à indústria da construção identificar soluções para transformar a produtividade e a entrega de projetos por meio de novas tecnologias e práticas aprimoradas. 

Digitalização e inovação

Mesmo representando 10% do PIB global, a construção civil ainda aparece como o segundo pior em termos de adoção de tecnologias digitais. Segundo a Boston Consulting Group, a simples adoção de tecnologias já existentes fará o segmento economizar US$ 1,2 trilhão nas fases de projeto e US$ 500 bilhões na fase de operações, em custos anuais para projetos não residenciais.

A tão falada transformação digital é determinada pela integração de tecnologias digitais em todas as áreas do negócio, mudando fundamentalmente a forma de operar e entregar valor aos clientes.

Já identificamos soluções digitais para as diversos processos e áreas das empresas, como gestão corporativa, incorporação e vendas, relacionamento com o cliente, projetos, orçamentos e planejamento, gestão de obras, inspeções e entrega e soluções pós operacionais. 

Apesar dos dados mostrarem baixo desenvolvimento, sabe-se que pelo mundo, muitas obras se destacam por trazer características que inspiram grandes avanços e ditam novos rumos para o segmento como um todo. Além disso, muitos movimentos vêm acontecendo, eventos e hubs de inovação tem unido os agentes dessa transformação com bastante força nos últimos anos.

A inovação é um caminho sem volta não só pelo movimento das empresas de ponta, mas porque já tem se tornado uma premissa para melhoria dos resultados financeiros.

Temos projetado em grupo um futuro de mudança cultural e viabilização do setor da construção por meio da inovação digital. O avanço das tecnologias desafiará as organizações na capacidade de pensar, produzir, tomar decisões e competir comercialmente. 

Com toda essa transformação tecnológica, as empresas precisarão se adaptar rapidamente e felizmente os resultados serão impactos financeiros, sociais e ambientais positivos.

Leave a Reply